Publicado em 20/12/2017 por Solange Argenta

Balanço anual reúne comunidade do Aggeu

O programa de Pós-graduação em Biociências e Biotecnologia em Saúde (BBS) da Fiocruz Pernambuco teve seu conceito elevado de 4 para 5 pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).  A boa notícia foi divulgada pela vice-diretora de Ensino e Informação Científica, Constância Ayres, durante a apresentação do balanço anual da instituição, realizada hoje (20/12).

O órgão acolheu o recurso da Fiocruz PE, que solicitou a reconsideração do conceito anteriormente atribuído, levando-se em conta a qualidade do corpo docente e da infraestrutura oferecida aos alunos, entre outros aspectos. Em sua fala, a vice-diretora destacou a responsabilidade em manter esse conceito e a importância de trabalhar para fortalecer os dois programas de pós-graduação oferecidos: BBS e Saúde Pública, que manteve o conceito 4. 

A proposta de criação do curso de doutorado profissional em Saúde Pública,  a adoção da reserva de cotas para negros (pretos e pardos), indígenas e pessoas com deficiência nos processos seletivos das pós-graduações e as ações de internacionalização desenvolvidas foram outras ações destacadas pela gestora. Ela apresentou também as perspectivas da sua área para o próximo ano e os desafios a serem vencidos.

Balanço anual SinvalA reunião de balanço anual foi aberta pelo diretor da Fiocruz Pernambuco, Sinval Brandão Filho, que falou de 2017 como um ano de trabalho no contexto da adversidade, mas no qual foi possível obter diversos avanços. O gestor apontou melhorias de infraestrutura realizadas, como a recuperação e pintura das fachadas, a realização de novos contratos de manutenção predial e de equipamentos, entre outras. Sobre o orçamento, mostrou que o aumento tem sido progressivo a cada ano em torno de 10%. Ele considera que o valor aprovado este ano, de R$ 13.400.000,00 “dá para sustentar bem nossa infraestrutura, mas não é o cenário que gostaríamos de ter, de mais recursos para investir no Proep e em outras ações de fortalecimento dos nossos grupos de pesquisa”. O diretor destacou ainda o Programa de Excelência em Pesquisa (Proep), onde todos os projetos adimplentes receberam 100% dos recursos, e a instituição do programa de voluntariado no âmbito da Fiocruz PE.

Balanço anual SidiaA vice diretora de Gestão e Desenvolvimento Institucional Sydia Oliveira trouxe, entre outros assuntos, resultados positivos do Plano de Logística Sustentável na racionallização e redução de consumo de papel (9,49%), copos descartáveis (24%) e dos gastos com telefonia (10%) e  impressões (18%). Já em relação à energia elétrica foi registrado um aumento de consumo este ano, que segundo a vice-diretora deve ser maior em 2018 e poderá requerer ações, pensadas em conjunto com a comunidade, para reduzir a utilização do recurso. Ela ressaltou o lançamento da nova intranet, totalmente reformulada em relação à anterior. Abordou também outros projetos em andamento, voltados para os trabalhadores, como a implantação de opções de atividade física, em parceria com a Universidade Federal de Pernambuco.

Já o vice-diretor de Pesquisa, Osvaldo Pompílio Neto, abordou as realizações em sua área que conta hoje com 35 grupos de pesquisa, a produção científica realizada, o desempenho das plataformas tecnológicas da instituição, entre outros assuntos. Entre as perspectivas para 2018 está o lançamento de novo edital do Proep e o recredenciamento dos serviços de referência da Fiocruz PE.

 

 

 

 

 

123moviesputlocker c more

swesubs

iptv