Publicado em 30/04/2018 por Solange Argenta

Merg recebe o Prêmio Péter Murányi 2018

Na noite da última quinta-feira (26/4), os pesquisadores que integram o Grupo de Pesquisa da Epidemia de Microcefalia (Merg), coordenado pela pesquisadora da Fiocruz Pernambuco Celina Turchi, receberam o Prêmio Péter Murányi 2018, edição Saúde. O evento aconteceu em São Paulo e contou com a presença de muitas personalidades do campo da ciência e da saúde pública, incluindo Nísia Trindade, presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Rodrigo Correa, Vice-Presidente de Pesquisa e Coleções Biológicas – VPPCB da Fundação, além de Sinval Brandão Filho, diretor da Fiocruz PE.

Prêmio Peter MurányiEscolhida para falar em nome da equipe, Celina Turchi agradeceu à Fundação a indicação do estudo ao prêmio, valorizando o esforço de uma rede multi-institucional de pesquisadores. “Podíamos sentir a energia, a dedicação, o empenho quase juvenil dos pesquisadores para atender à demanda brutal dessa emergência: elaborar projeto, passar pelos Comitês de Ética, treinar equipes de campo etc., que gerou essa publicação premiada hoje”, declarou. “Entendemos esse prêmio como o reconhecimento dessa atuação coletiva de pesquisadores e profissionais de saúde de diferentes instituições”, finalizou Turchi.

Organizada pela Fundação Péter Murányi, a premiação recebeu, em sua 17ª edição, um total de 225 trabalhos inscritos, vindos de toda a América Latina. O estudo vencedor – que comprovou a associação entre microcefalia e a infecção congênita provocada pelo vírus Zika - foi avaliado por uma Comissão Técnica Científica composta por especialistas na área de saúde e submetido à votação de um júri. Subiram ao palco para receber o prêmio, junto com Celina Turchi, os pesquisadores que integram o Merg: Demócrito Miranda, da Universidade de Pernambuco (UPE)(à dir.), Thália Barreto, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) (de preto) e Ricardo Ximenes (UPE/UFPE).

O segundo lugar na premiação foi conferido ao estudo Aleitamento materno no século XXI, desenvolvido pelo doutor Cesar Victoria, a pedido da Organização mundial da Saúde. Trabalho este que mapeou os padrões globais de aleitamento materno e os relacionou com a preservação da saúde de crianças e mães. O terceiro lugar foi conferido ao Ensaio Clínico sobre a segurança, imunogenicidade e eficácia da vacina contra os 4 tipos de HPV, realizado pela doutora Luisa Lina Villa. O seu trabalho buscou entender o que causava o surgimento desse tipo de tumor, responsável pela morte de 250 mil mulheres por ano, no mundo.

 

Foto: Assessoria de imprensa da Fundação Péter Murányi

 

banner editais

banner inquerito arboviroses

instagram takipci hilesi paykasa bozum dizi izle kaçak bahis sitesi canli dizi izle dizi izle Milanobet TV Milanobet Giris Adresi istanbul escort porno izle