Publicado em 16/03/2017 por Administrator

Inquérito Arboviroses

faixa testeira sfrancisco


Objetivo Geral 

Analisar o perfil epidemiológico das infecções pelos vírus zika, chikungunya e dengue em diferentes níveis socioeconômicos do Recife, identificando os padrões de distribuição dessas doenças no espaço urbano da cidade. 

Objetivos Específicos 

Estimar o número de casos (prevalência) da infecção por zika, chikungunya e dengue de acordo com estratos socioeconômicos e grupos etários; 

Determinar a associação entre a soroprevalência das diferentes arboviroses, características socioeconômicas (renda ou escolaridade do chefe), ambientais (tipo e densidade de domicílios por área; tipo e periodicidade de abastecimento de água, coleta de lixo, quintal, cobertura vegetal) e biológicas (idade, sexo, imunidade prévia a dengue); 

Analisar a distribuição espacial das infecções por arbovírus e avaliar a heterogeneidade intraurbana no risco de exposição; 

Estimar a prevalência de infecções sintomáticas e assintomáticas por zika e chikungunya; 

Estimar a taxa de prevalência de cronificação da artralgia entre os casos de chikungunya; 

Determinar a frequência de marcadores de exposição recente (IgM e PCR) e não recente (PRNT e IgG total) das arboviroses em estudo, em diferentes amostras biológicas de participantes com manifestações agudas suspeitas de infecção por arbovírus; 

Investigar correlações entre títulos de anticorpos contra dengue e febre amarela (visto que parte da população do município em estudo foi previamente imunizada contra este último) e a probabilidade de infecção por zika; 

Validar um teste sorológico de detecção de anticorpos IgG3 (anti-Zika IgG3 ELISA) no diagnóstico de infecção aguda pelo zika.

Metodologia 

Caracterização da área e população de estudo: O inquérito será conduzido na cidade do Recife, Pernambuco, que possui uma população de 1.633.697 habitantes e é dividida em 94 bairros distribuídos em seis regiões político-administrativas (IBGE, 2016). Desde 2015, a cidade tem registrado a circulação simultânea de diferentes arboviroses de relevância para a saúde pública, incluindo a zika, dengue e chikungunya (Ministério da Saúde, 2016). Serão estudados residentes do município, com idade entre 5 e 65 anos. 

Cálculo da amostra: A população residente foi categorizada segundo estratos socioeconômicos definidos com base nas informações do Censo do IBGE de 2010 para cada setor censitário. O tamanho da amostra será de, aproximadamente, 3.105 indivíduos, ou cerca de 990 domicílios distribuídos nos estratos. 

A seleção aleatória dos participantes será realizada inicialmente pelo sorteio dos setores censitários, em cada estrato socioeconômico, e em seguida, pelo sorteio dos domicílios. Todos os moradores com idade entre 5 e 65 anos residentes nos domicílios selecionados serão convidados a participar. 

Coleta de dados: Será realizada após o consentimento dos participantes ou seus responsáveis. Os dados relativos aos domicílios e aos moradores (dados sociodemográficos e história anterior de arboviroses) serão obtidos por meio da aplicação de questionário estruturado. Além disso, uma amostra de sangue venoso (aproximadamente 10ml) será coletada para a realização dos exames de PRNT e sorológicos. 

Definição de caso sintomático: Serão considerados casos sintomáticos, indivíduos que apresentem sinais clínicos de infecção por zika, dengue e chikungunya dentro dos últimos 30 dias anteriores à visita da equipe deste estudo e que apresentem marcadores de exposição recente (sorologia positiva para IgM e/ou RT-PCR positivo) de infecção pelos vírus zika, dengue e chikungunya. 

Coleta das amostras biológicas: As amostras (10ml) de sangue serão coletadas em tubos de coleta de sangue a vácuo, com gel separador ativador de coágulo. Os tubos serão etiquetados com o nome do paciente, setor censitário, registro do domicílio, número do indivíduo, tipo de amostra, data e hora da coleta, acondicionados em recipiente com gelo e transportado ao laboratório. Os testes laboratoriais serão realizados no Departamento de Virologia do Instituto Aggeu Magalhães (IAM), a Fiocruz Pernambuco. 

Considerações Éticas: A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética e Pesquisa do Instituto Aggeu Magalhães/ Fiocruz (CAAE- 59967116.9.0000.5190).


Equipe de pesquisadores e equipe técnica 


Maria Cynthia Braga
Pesquisador principal
Instituto Aggeu Magalhães (IAM)/FIOCRUZ PE
Coordenação geral da pesquisa

• Ernesto Torres de Azevedo Marques Júnior
Pesquisador
Instituto Aggeu Magalhães (IAM)/FIOCRUZ PE
Vice-coordenador geral da pesquisa

• Isabelle Freire Tabosa Viana
Pesquisador
Instituto Aggeu Magalhães (IAM)/FIOCRUZ PE 

• Clarice Neuenschwander Lins de Morais
Pesquisador
Instituto Aggeu Magalhães (IAM)/FIOCRUZ PE 

Celina Maria Turchi Martelli
Pesquisador
Instituto Aggeu Magalhães (IAM)/FIOCRUZ PE 

Wayner Vieira de Souza
Pesquisador
Instituto Aggeu Magalhães (IAM)/FIOCRUZ PE 

Priscila Mayrelle da Silva Castanha
Pesquisador
Instituto Aggeu Magalhães (IAM)/FIOCRUZ PE e Universidade de Pernambuco (UPE) 

Roberto Dias Lins Neto
Pesquisador
Instituto Aggeu Magalhães (IAM)/FIOCRUZ PE 

Maria de Fátima Pessoa Militão de Albuquerque
Pesquisador
Instituto Aggeu Magalhães (IAM)/FIOCRUZ PE 

Carlos Brito
Pesquisador
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Dalcy de Oliveira Albuquerque Filho
Coordenação-Geral dos Programas Nacionais de Controle e Prevenção da Malária e das Doenças Transmitidas pelo Aedes – Ministério da Saúde 

Carlos Frederico Campelo de Albuquerque e Melo
Consultor Nacional em Dengue da Organização Pan-Americana da Saúde. Doutorando em Saúde Coletiva pela UnB e mestre em Epidemiologia aplicada a Saúde Pública pela FIOCRUZ/ENSP. 

 

Equipe de campo

 

 13.-CynthiaBraga

 12.-CarollineAraujo

 

5.-JanioAlmeida

6.-SilviaCarla

11.-Ailton-Silva

 8.-MariaBernadete

 9.-MorganaKelly

 10.-TarcianaCelerino

 4.-AlcilenePereira

 3.-ElainyMartins

 2.-DaniellaCorreia

 15.-JoséEdson

 7.-EllydaVanessa

 

 

14.PatríciaMaria


 

 

Contatos:

O contato com a Coordenação da pesquisa pode ser mantido pelo seguintes e-mails e telefones:

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. / (81) 2101.2577
(Cynthia Braga)

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. / (81) 2101.2561
(Clarice Moraes) 

 

 8h30 – Abertura

Sinval Brandão Filho – Diretor, CPqAM/Fiocruz

André Monteiro Costa – Pesquisador, CPqAM/Fiocruz

 

9h - O semiárido e as margens expandidas do São Francisco: tensões no acesso à água

         

Coordenador: André Monteiro Costa

Palestrantes:

Valdemir Amaro Lisboa (Cacique da Etnia Pipipã)

Maiana Maia Teixeira (Fase Nacional/Rede Brasileira de Justiça Ambiental)

Rubens Siqueira (Coord. Nacional/CPT)

Marina Rocha Braga (Articulação Popular São Francisco Vivo)

banner editais

banner inquerito arboviroses

paykasa bozum istanbul escort porno izle istanbul escort escort istanbul bayan escort escort bayan
pulibetpulibet live streampro7sat 1