Publicado em 09/12/2015 por Administrator

Microcefalia - comunicado

Setembro de 2015 não trouxe uma boa-nova para os pernambucanos: as maternidades do Recife começaram a registrar um aumento expressivo no número de casos de microcefalia. A microcefalia é uma anomalia congênita, caracterizada por um crânio menor que a média, que se manifesta antes do nascimento e pode ser resultado de uma série de fatores de diferentes origens, como as substâncias químicas, agentes biológicos (infecciosos), como bactérias, vírus e radiação. A gravidade do fato levou os profissionais de saúde a alertarem as autoridades para uma possível epidemia, uma vez que, enquanto em 2014 foram registrados 12 casos durante todo o ano, em 2015, até a primeira quinzena de novembro, o número já era de 268 casos. A situação levou o Ministério da Saúde a declarar estado de emergência em saúde pública no país. Esse mecanismo é utilizado quando é necessária a adoção urgente de medidas de prevenção, controle e contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública. O responsável por coordenar esse trabalho é o Grupo Estratégico Interministerial de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional e Internacional (GEI-ESPII), formado por 19 órgãos e entidades.

A Fiocruz Pernambuco foi chamada a colaborar com as investigações pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde e pela Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco. Trabalhando de forma intensa e emergente, três grupos de trabalho foram formados: clínico-epidemiológico, laboratório/virologia e vetores.

A equipe de clínica e epidemiologia é formada por oito pesquisadores, a maioria médicos de diferentes especialidades (epidemiologia, infectologia, pediatria, clínica), com experiência na área de assistência à saúde e na investigação de agravos de saúde. Este grupo será responsável por elaborar estudos de caso-controle em gestantes e recém-nascidos com microcefalia e coortes controle.

O grupo de laboratório/virologia do Departamento de Virologia e Terapia experimental (Lavite) da instituição vem desde o surgimento dos primeiros casos de microcefalia, testando amostras biológicas de diferentes grupos populacionais em relação aos vírus da dengue, da chikungunya e do zika. Essa equipe está encarregada de realizar testes laboratoriais para identificar a infecção por zika em mães e nos recém-nascidos com microcefalia.

O grupo responsável pelos estudos dos vetores visa avaliar a competência vetorial de mosquitos aqui em Pernambuco para zika vírus e determinar a taxa de infecção natural pelo vírus em culicídeos de predominância importante no Estado. Adicionalmente, o grupo irá acompanhar as ações de bloqueio de transmissão de zika vírus. Todas essas atividades estão sendo desenvolvidas em consonância com o Ministério da Saúde e com a Secretaria de Saúde de Pernambuco e conta também com as colaborações de pesquisadores de outras instituições.

Atualmente, a Fiocruz PE está elaborando com a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco, Ministério da Saúde e Instituto Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), dois estudos abordando a relação do zika vírus com a microcefalia. São eles: “Microcefalia congênita: estudo de caso controle” e “Investigação de gestantes com exantema: estudo de coorte”.

Também foi aprovado, no dia 03 de novembro, no edital da Facepe, do Fundo Newton e da Medical Research Council, o projeto “The emergence of Zika Virus in Brazil: investigating viral features and host responses to design preventive strategies”. O projeto, que tem à frente o pesquisador do Deptº de Virologia e Terapia Experimental (Lavite) da Fiocruz PE, Rafael França, que irá estudar a biologia do vírus e sua interação com as células, informações que vão ajudar a desenvolver potenciais vacinas e novos alvos terapêuticos, além de novos insumos para diagnóstico, através de técnicas de biologia molecular. O mesmo será desenvolvido no Lavite em parceria com o colaborador do Center of Virus Research – Universidade de Glasgow (Reino Unido) – e contará com apoio de pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP).

 

banner editais

banner inquerito arboviroses

elektronik sigara guvenilir casino siteleri bahis siteleri brazzers escort istanbul bayan escort escort bayan istanbul escort porno izle istanbul escort buca escort biga escort