Ensino

Disciplinas Doutorado Biociências e Biotecnologia em Saúde

Disciplinas ofertadas no Programa de Pós-Graduação Biociências e Biotecnologia em Saúde do IAM

Clique na disciplina desejada para consultar ementa, carga horária, créditos obtidos e bibliografia utilizada. 

Disciplinas Obrigatórias 

  • BIOLOGIA MOLECULAR (Cód. BIOM 3102)

    Ementa: Estudo dos mecanismos moleculares envolvidos nos processos de replicaçõ do DNA, transcrição gênica, síntese protéica, regulação da expressão gênica e elementos de organização e funcionamento do genoma, tais como transposons, RNA de interferência e regulação epigenética. Ferramentas de bioinformática serão abordadas na disciplina.

    Carga Horária: 90h / Nº de Créditos: 6 /

    Coordenador(a) da disciplina: Lindomar José Pena

    Áreas de concentração: 

    • Biologia celular e molecular básica e aplicada
    • Eco-biologia de patógenos, vetores e hospedeiros
    • Imunopatogênese de doenças crônicas e infecciosas

    Bibliografia: Watson, JD; Baker, TA; Bell, SP; Gann, A; Levine, M; Losick, R. Molecular Biology of the Gene. 5th edition. CSHL Press, 2004. 728p - Arthur Lesk. Introduction to genomics. Oxford University Press. 2007.419p. - Brown, TA Genomes. 2nd edition Garland Science, 2002. 608p - Griffiths, A.J.F.; Miller, J.H.; Suzuki, D.T.; Lewontin, R.C.; Gelbart, W.M.; Wessler, S.R. Introdução à genética. 8ª edição, 2006. Editora Guanabara Koogan. - Snustad, D.Peter; Simmons, Michael J. Fundamentos de Genética. 8 edição, 2008. Editora Guanabara Koogan.

  • INTRODUÇÃO À PESQUISA EM BIOCIÊNCIAS (Cód. IPBI 3110)

    Ementa: Esta disciplina visa introduzir o conhecimento científico e a evolução de seus métodos. Iremos abordar os principais conceitos referentes ao tema, e do ponto de vista técnico, a evolução dos métodos de investigação nos campos da parasitologia, microbiologia, imunologia e genética. Serão discutidas as formas de delineamento dos estudos, interpretação dos resultados, além da busca e organização de bibliografia científica. Adicionalmente, os alunos serão levados a refletir sobre o papel da ciência na sociedade atual e discutir questões de ética na ciência.

    Carga Horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Coordenador(a) da disciplina: Constância Flávia Junqueira Ayres

    Áreas de concentração:

    • Biologia celular e molecular básica e aplicada
    • Eco-biologia de patógenos, vetores e hospedeiros
    • Imunopatogênese de doenças crônicas e infecciosas

    Bibliografia: Marconi, MA & Lakatos EM. Metodologia científica. Edt Atlas. 2000. Chalmers AF. O que é ciência afinal? Edt Brasiliense. 1997. Mayr E. Biologia ciência única. Companhia das Letras. 2009. Artigos científicos recentes.

  • SEMINÁRIOS EM PESQUISA I (Cód. SEP1 3115)

    Ementa: Desenvolvimento dos projetos de pesquisa dos alunos da Pós-Graduação em Biociências e Biotecnologia em Saúde: promover conhecimento para construção ou aperfeiçoamento do projeto de pesquisa do aluno, aliando-se lógica e coerência ao pensamento. Introdução do aluno ao conhecimento das técnicas de argumentação, à problemática da linha de pesquisa estudada, bem como auxilio na elaboração, execução, apresentação do projeto de dissertação/ tese e atualização da pesquisa experimental e as normas de qualidade.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Coordenador(a) da disciplina: Sheilla Andrade de Oliveira

    Áreas de concentração:

    • Biologia celular e molecular básica e aplicada
    • Eco-biologia de patógenos, vetores e hospedeiros
    • Imunopatogênese de doenças crônicas e infecciosas

    Bibliografia: Serão utilizados para o desenvolvimento da disciplina: apresentação oral de resultados de experiências; discussão em grupo, aulas expositivas e leitura de texto.

  • SEMINÁRIOS EM PESQUISA II (Cód. SEP2 3116)

    Ementa: Apresentação sob forma de seminários do andamento dos projetos de pesquisa, abordando os seguintes aspectos: reflexão analítica sobre os dados coletados, resultados alcançados, dificuldades e soluções encontradas no desenvolvimento da pesquisa, elaboração do trabalho científico.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 03 /

    Coordenador(a) da disciplina: Filipe Dantas-Torres

    Áreas de concentração:

    • Biologia celular e molecular básica e aplicada
    • Eco-biologia de patógenos, vetores e hospedeiros
    • Imunopatogênese de doenças crônicas e infecciosas

    Bibliografia: ABNT/NBR/NM-ISO 15189. Laboratórios de Análises Clínicas.- Requisitos Especiais de Qualidade e Competência, Julho 2008. NIT-DICLA-035, Versão 01. Princípios das Boas Práticas de Laboratório - BPL. Inmetro, Rio de Janeiro, 2009. NBR/ISO/IEC 17025. Requisitos Gerais para Competência de Laboratórios de Ensaio e Calibração, Setembro 2005. Paiva-Cavalcanti, M.; Silva, P. S.; Brito, M. E. F.; Brandão-Filho, S. P. Gestão de Qualidade: Implementação no Serviço de Referência em Leishmanioses de Pernambuco-Brasil. Revista de Patologia Tropical, vol. 39 (2): 21-32. abr.-jun 2010. Creswell, J. W. Questões e hipóteses. In:___ Projeto de Pesquis: métodos, qualitativos, quantitativos e misto. 2ª edição. Editora Artmed e Bookman. P.117-150, 2007.

  • TÓPICOS EM BIOLOGIA CELULAR (Cód. TBCE 3117)

    Ementa: Esta disciplina versa sobre as principais organelas celulares e sua relação com diferentes tecidos. Em acréscimo, temas relacionados ao escopo da disciplina serão discutidos através de estudos dirigidos e seminários.

    Carga horária: 60h / Nº de Créditos: 4 /

    Coordenador(a) da disciplina: Regina Célia Bressan Queiroz de Figueiredo

    Áreas de concentração:

    • Biologia celular e molecular básica e aplicada
    • Eco-biologia de patógenos, vetores e hospedeiros
    • Imunopatogênese de doenças crônicas e infecciosas

    Bibliografia: LIVROS: ALBERTS. Biologia Molecular da Célula. Artmed - 5º EDIÇÃO SEMINÁRIOS: 1) Abrami et al., (2010) Endocytosis of the Anthrax Toxin is mediated by clathrin, Actin and Unconventional Adaptors. Plos Pathogens volume 6 Issue 3 e1000792 2) Goldschmidt et al.(2010). Persistent ER Stress Induces the Spliced Leader RNA Silencing Pathway (SLS), Leading to Programmed Cell Death inTrypanosoma brucei 3) Shrivastava et al (2011) Insights in the internalization and retrograde trafficking of Deng 2 virus in BHK-21 cells. Plos one. Volume 6, Issue 10, e25229 4) Bryant et al. (2011). Programmed autophagy in the fat body of Aedes aegypti is required to maintain egg maturation cycles. Plos One, volume 6, Issue 6, e25502

Disciplinas Eletivas

  • BIOECOLOGIA DE INSETOS VETORES (Cód. BIV 3125)

    Ementa: A importância dos insetos é determinada, em grande parte, pelas relações estabelecidas com outros organismos. Neste contexto, algumas espécies, sobretudo das ordens Diptera, Hemiptera e Siphonaptera podem estar implicadas nos ciclos de transmissão de agentes etiológicos causadores de doenças ao homem e outros animais vertebrados. Para a maioria destas doenças não existe vacina, o que aumenta a complexidade para sua prevenção e controle, ampliando o desafio para a saúde pública. Conhecimentos sobre a biologia, sistemática, ecologia, comportamento e interação vetor-parasito, em seus aspectos básicos e aplicados, são essenciais para o reconhecimento das principais espécies de importância médico-sanitária.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Bibliografia: LIVROS Bases da parasitologia médica, L. Rey. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1992. 349 p. Culicidologia médica, O. P. Forattini. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo. 1996. 548 p. The biology of disease vectors, B. J. Beaty & W. C. Marquardt (eds.). Niwot: University Press of Colorado. 1996. 632 p. Medical entomology, B. F. Eldridge & J.D. Edman (eds.). Dordrecht: Kluwer Academic Publishers. 2000. 659 p. Medical Entomology for Students, Mike Service. 3th edition. Cambridge, Cambridge University Press. 2004. 285 p. Principais mosquitos de importância sanitária no Brasil, R.A.G.B. Consoli & R. Lourenço-de-Oliveira. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz. 1994. 225 p. The biology of mosquitoes, development, nutrition and reproduction, A. N. Clements. London: Chapman & Hall, volume 1. 1992. 509 p. Os Insetos: Um resumo de Entomologia. Penny J. Gullan e Peter S. Cranston. São Paulo, Roca, 2012. 480p. Estudo dos Insetos. Charles A. Triplehorn, Norman F. Johnson. São Paulo: Cengage Learning, 2011.809 p. ARTIGOS* Serão fornecidos pelos docentes artigos para apresentação dos seminários pelos alunos.

  • BIOLOGIA TRANSLACIONAL (Cód. BIOT 3103)

    Ementa: Temos presenciado uma revolução nos sistemas de armazenamento e busca de informações. O maior acesso à informação tem aumentado a velocidade das descobertas científicas, porém essas descobertas não estão se traduzindo tão rapidamente em melhorias nas condições de vida e de saúde da população. Por isso se busca desenvolver novas estratégias para acelerar o processo de transição entre conhecimento biológico e sua utilização em benefício da população. Nesse contexto surge a pesquisa translacional. A pesquisa translacional foge dos métodos minimalistas usuais de um tubo de ensaio e busca realizar os experimentos da forma mais próxima possível da situação real em que vivemos. Na área biomédica a pesquisa translacional abrange desde o ecossistema, passando pela bancada e o leito, e vai até a sociedade, visando encontrar soluções sustentáveis para problemas de saúde da comunidade, como novas formas de controle de doenças, métodos diagnósticos e formas de tratamento.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Bibliografia: LIVROS - Translational Medicine: Strategies and Statistical Methods Cosmatos, Dennis. - Principles of Translational Science in Medicine: From Bench to Bedside Wehling, Martin; ARTIGOS* Serão fornecidos artigos aos alunos, de acordo com a seleção feita pelos docentes.

  • BIOSSEGURANÇA E QUALIDADE: CRITÉRIOS E NORMAS APLICÁVEIS A AMBIENTES EXPERIMENTAIS E DE CRIAÇÃO (Cód. BIOQ 3104)

    Ementa: A Introdução da qualidade e da biossegurança nas atividades de rotina dos laboratórios (pesquisa e ou de análises clínicas); biotérios, insetários e infectórios são importantes desafios no âmbito da saúde, devido a sua magnitude e complexidade. A Gestão da Qualidade e da biossegurança requerem conhecimentos no âmbito da organização espacial e documental desses ambientes; atualização contínua de seus procedimentos; além de exigir a competência de seu corpo técnico e contínua capacitação. Tais requisitos são fundamentais na realização de ensaios; infecções, exames para que tais procedimentos obtenham qualidade reconhecida, confiabilidade de resultados e a possibilidade de sua rastreabilidade.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Bibliografia: PALADINI, Edson P. Gestão da qualidade: teoria e prática. São Paulo: Atlas, 2000. SILVA, João M. O ambiente da qualidade. Belo Horizonte: Fundação Christiano Ottoni, 1996. TAKASHINA, Newton T.; FLORES, Mario C. Indicadores da qualidade e do desempenho. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1997. VALLE, D., et al. Parâmetros de biossegurança para insetários e infectórios de vetores. Fundação Oswaldo Cruz, 2005.

  • ENGENHARIA GENÉTICA EXPERIMENTAL: DO DNA A PROTEÍNA (Cód. EGE 3123)

    Ementa: Disciplina de caráter fundamentalmente prático que visa dar uma formação básica aos discentes sobre múltiplos aspectos da tecnologia do DNA recombinante e suas várias vertentes e aplicações no estudo de problemas de interesse médico/biológico. Os temas de estudo abordados incluirão os principais instrumentos utilizados em engenharia genética e aplicados ao estudo de ácidos nucleicos e proteínas. Durante a disciplina os discentes executarão um pequeno projeto, inédito, envolvendo diferentes ferramentas de engenharia genética e com o qual se espera chegar a um resultado específico ao seu final. Aulas apresentadas por docentes permanentes ou colaboradores do PPBBS abordarão as bases teóricas das principais estratégias utilizadas ao longo da disciplina bem como outras que possam ser de interesse aos discentes, tais como: isolamento de DNA e RNA, clonagem de genes específicos (DNA e cDNA), análise de sequências in silico, desenho de primers, seleção de vetores de clonagem e expressão entendendo o papel de cada um de seus elementos genéticos estruturais, mapeamento e utilização de endonucleases de restrição e de modificação, seleção de células hospedeiras, métodos de transformação e transfecção de células hospedeiras e seu cultivo, seleção de moléculas de DNA recombinantes, construção de bibliotecas genômicas e de cDNA, mutagênese sítio dirigida, seqüenciamento de DNA, expressão de genes em sistemas heterólogos (transgênicos), análise da expressão gênica, purificação de proteínas recombinantes, exemplos de aplicação da engenharia genética no diagnóstico, vacinas e terapêutica, normas de biossegurança para construção e uso de OGMs. A avaliação dos estudantes será baseada primariamente na apresentação dos respectivos projetos de pesquisas desenvolvidos ao longo da disciplina.

    Carga horária: 120h / Nº de Créditos: 8 /

    Bibliografia: - Watson, JD; Baker, TA; Bell, SP; Gann, A; Levine, M; Losick, R. Molecular Biology of the Gene. 5th edition. CSHL Press, 2004. 728p - Verlengia R., Curi R., Bevilacqua E., Newsholme P., Análise de RNA, Proteínas e Metabólitos, Metodologia e Procedimentos técnicos, Editora Santos

  • ENTOMOLOGIA MOLECULAR (Cód. ENTM 3106)

    Ementa: Introduzir os alunos nas técnicas avançadas de biologia molecular que são empregadas no estudo de insetos e ferramentas de controle vetorial. A disciplina oferecerá aulas práticas e teóricas e discussão de artigos científicos recentes publicados na área.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Bibliografia: The biology of disease vectors, B. J. Beaty & W. C. Marquardt (eds.). Niwot: University Press of Colorado. 1996. 632 p.

  • EPIDEMIOLOGIA E CONTROLE DE ENDEMIAS (Cód. EPCE 3107)

    Ementa: A proposta da disciplina é refletir com os alunos o panorama das principais endemias brasileiras, dando ênfase ao estado de Pernambuco. Serão abordados os processos epidemiológicos (com evidência ao cenário local, nacional e mundial), destacando também os aspectos da etiologia, transmissão, terapêutica, a ocupação do espaço, a formação e cristalização da estrutura epidemiológica através de seus macro e micro determinantes, as possíveis atividades dos programas e da necessidade multidisciplinar para a operacionalização das propostas de controle.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Bibliografia: BAILEY, MS, LOCKWOOD, DNJ. Cutaneous leishmaniasis. Clinics in Dermatology v.25, 203211, 2007 BARATA, RB. Cem anos de endemias e epidemias. Ciência & Saúde Coletiva, v. 5, n. 2, 333-345, 2000. BRANDÃO-FILHO, SP, BRITO, ME, CARVALHO FG, ISHIKAWA EA, CUPOLILLO E, FLOETER-WINTER L, SHAW JJ. Wild and synanthropic hosts of Leishmania (Viannia) braziliensis in the endemic cutaneous leishmaniasis locality of Amaraji, Pernambuco State, Brazil. Transactions of the Royal Society of Tropical Medicine and Hygiene, v.97, 291-296, 2003. CARVALHEIRO, JR. Epidemias em escala mundial e no Brasil. Estudos Avançados, n. 22, v. 64, 7-17, 2008. CORREIA,VGM, MONTEIRO, AMV, CARVALHO, MS, WERNECK, GL.Uma aplicação do sensoriamento remoto para a investigação de endemias urbanas. Cad. Saúde Pública, v.23, n. 5,1015-1028, 2007. GOLDENBERG, S. Ferramentas de análise molecular e os agentes das grandes endemias. Ciência & Saúde Coletiva, v. 7, n. 1, 43-47, 2002. LUNA, EJA. A emergência das doenças emergentes e as doenças infecciosas emergentes e reemergentes no Brasil. Rev. Bras. Epidemiol. v.5, n 3, 229-243, 2002. OLIVEIRA, DSC, GUIMARÃES, MJG, MEDEIROS, Z. Modelo produtivo para a leptospirose. Revista de patologia tropical, v.38 n.1, 17-26, 2009. Teixeira, MG, Costa, MCN, Barreto, F., Barreto ML. Dengue: vinte e cinco anos da reemergência no Brasil. Cad. Saúde Pública, v. 25 Sup 1:S7-S18, 2009

  • FERRAMENTAS MOLECULARES E IMUNOLÓGICAS APLICADAS AO DIAGNÓSTICO, EPIDEMIOLOGIA E CONTROLE DAS DOENÇAS PARASITÁRIAS (Cód. FMIA 3121)

    Ementa: Esta disciplina tem o objetivo de fornecer conhecimento para aplicação de técnicas moleculares e imunológicas como ferramentas para o diagnóstico, epidemiologia e controle das doenças parasitárias para fins de pesquisa. Adequação das tecnologias aos projetos em desenvolvimento e aplicação dos conceitos de Gestão de Qualidade.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Bibliografia: BROWN, T. A., 2003. Clonagem gênica e análise de DNA: Uma introdução. Porto Alegre: Artmed. FERREIRA AW; ÁVILA SLM. Diagnóstico imunológico das principais doenças infecciosas e parasitárias. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. MARY, C.; FARAUT, F.; LASCOMBE, L.; DUMON, H. Quantification of Leishmania infantum DNA by a real-time PCR assay with high sensitivity. Journal of Clinical Microbiology. v.42, n.11, p. 5249-5255. 2004. PAIVA-CAVALCANTI, M.; SILVA, P. S.; BRITO, M. E. F.; BRANDÃO-FILHO, S. P. Gestão de Qualidade: Implementação no Serviço de Referência em Leishmanioses de Pernambuco - Brasil. Revista de Patologia Tropical, vol. 39 (2): 21-32. abr.-jun 2010. SOLANO-GALLEGO L.; RODRIGUEZ-CORTES A.; TROTTA M.; ZAMPIERON C.; RAZIA, L.; FURLANELLO, T.; CALDIN, M.; ROURA, X.; ALBEROLA, J. Detection of Leishmania infantum DNA by fret-based real-time PCR in urine from dogs with natural clinical leishmaniosis. Veterinary Parasitology. v. 147, p. 315-319, 2007. TOO, H. P. Real time PCR quantification of GFR-2 alternatively spliced isoforms in murine brain and peripheral tissues. Molecular Brain Research, v.114, p.146-154. 2003. YANG, S.; ROTHMAN, R. PCR-based diagnostics for infections diseases: uses, limitations and future applications in acute-care settings. Lancet, v. 4, p.337-348. 2004. ABBAS, 2004. Imunologia Básica.2ª Edição, Elsevier. KUBBY, 2002. Imunologia. 2ª Edição, Elsevier. JANEWAY, Imunologia. 2ª Edição, Elsevier. SHAPIRO HM. Pratical Flow Cytometry, 2003. 4ª Edição, Wiley Liss.

  • IMUNOGENÉTICA (Cód. IMUN 3108)

    Ementa: A disciplina proposta está focada em dois momentos, o primeiro tem como objetivo discutir, a natureza dos receptores das células imunes, complexo de histocompatibilidade, diversidade genética e evolução do sistema imune; e no segundo momento abordar o controle genético da resposta imune normal e patológica e autoimunidade e câncer.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Bibliografia: Abbas, AK.; Lichtman, AH & Pober, J.S. Cellular and Molecular Immunology. 6ª edição, W.B. Saunders Company, New York, 2007. Schulz, W.A. Molecular Biology of Human Cancers. Springer, The Netherlands, 2007. Lechler, R and Warrens ,A. HLA In Health and disease. Academic Press Ltda, London, 2000. Rose, N.R.and Mackay, I.R. The Autoimmunity. Academic Press Ltda, London, 1998. Beiguelman, B. A interpretação genética da variabilidade humana. HTTP://lineu.icb.usp.br/bbeiguel/variabilidade humana/ Acessado em 02 de maio de 2005. Artigos atuais para estudo dirigido.

  • IMUNOLOGIA BÁSICA (Cód. IMU 3109)

    Ementa: A disciplina aborda os componentes e mecanismos do sistema imune. Tem como objetivo transmitir aos alunos o conhecimento básico da resposta imune com a finalidade de que os mesmos entendam a base imunológica das doenças infecciosas e parasitárias. A disciplina constará de aulas teóricas e o desempenho dos alunos será avaliado pela freqüência e participação nas aulas bem como através de prova escrita e estudo dirigido.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Bibliografia: Abbas, AK.; Lichtman, AH & Pober, J.S. Cellular and Molecular Immunology. 6ª edição, W.B. Saunders Company, New York, 2007. Janeway, CA., Travers, P., Walport, M. & Shlomchik MJ. Imunobiologia. O sistema imune na saúde e na doença. 6º Edição, Editora Artmed, 2007. Goldsby RA, Kindt Tj & Osborne BA. Kuby Imunologia. Editora Revinter, 4a. Edição , 2002. Parham, P. O sistema imune. Editora ArtMed, Porto Alegre, 2001.

  • Metagenômica (META3127)

    Ementa: Introdução ao estudo de Microbiomas; Considerações sobre Desenho experimental; Aplicações da Metagenômica; Metagenômica estrutural; Metagenômica funcional; Metatranscriptômica, Caracterização de viromas, Metodologias de avaliação da composição de microbiomas utilizando Unidades Taxonômicas Operacionais.

    Pré-requisitos: Biologia molecular / Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 / Modalidade: Eletiva

    Bibliografia: J. Handelsman, “Metagenomics: application of genomics to uncultured microorganisms” Microbiol. Mol. Biol. Rev.?: MMBR, vol. 68, no. 4, pp. 669–685, Dec. 2004; C. S. Riesenfeld, P. D. Schloss, and J. Handelsman, “METAGENOMICS: Genomic Analysis of Microbial Communities” Annu. Rev. Genet., vol. 38, pp. 525–552, Dec. 2004; E. A. Grice and J. A. Segre, “The human microbiome: our second genome” Annu. Rev. Genomic- Hum. Genet, vol. 13, pp. 151–170, Jun. 2012; M. J. Gosalbes et al., “Metatranscriptomic approach to analyze the functional human gut microbiota” PloS one, vol. 6, no. 3, p. e17447, Mar. 2011; M. W. Enhanced, “Viral metagenomics” Nat. Rev. Microbiol., vol. 3, no. 6, pp. 801–805, 2004.

  • METODOLOGIA APLICADA AOS ESTUDOS DE VALIDAÇÃO DE TESTES DIAGNOSTICOS (Cód. MAEV 3111)

    Ementa: A disciplina pretende capacitar o estudante ao planejamento, execução, análise de dados e interpretação de estudos de validação.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Bibliografia: Sackett DL, Hayners RB et all. Clinical Epidemiology: a basic science for clinical medicine. Second edition, Lippincott Will

  • MÉTODOS DE DIAGNÓSTICO IMUNOLÓGICO DE DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS (Cód. MDID 3112)

    Ementa: A disciplina enfatiza a importância do emprego de métodos de diagnóstico imunológico nas doenças infecciosas e parasitárias. Tem como objetivo conhecer as diferentes abordagens utilizadas no imunodiagnóstico das doenças infecciosas e parasitárias visando o desenvolvimento de novos métodos que apresentem baixo custo, fácil manipulação e elevada sensibilidade e especificidade. A disciplina constará de aulas teóricas e aulas práticas e o desempenho do aluno será avaliado pela frequência e participação nas aulas bem como, através de avaliação escrita.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Bibliografia: Ferreira, A.W. & Ávila, S.L.M. Diagnóstico laboratorial das principais doenças infecciosas e auto-imunes. Editora Guanabara Koogan, 2a Edição, 443 p., Rio de Janeiro, 2001. Rey, L. Bases da Parasitologia Médica. Guanabara.

  • MÉTODOS MOLECULARES APLICADOS AO ESTUDO DE DOENÇAS BACTERIANAS (Cód. MMAE 3113)

    Ementa: A disciplina traz uma discussão crítica sobre o emprego de técnicas moleculares para responder perguntas sobre o papel de bactérias como agentes infecciosos.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Bibliografia: Artigos publicados sobre o assunto Suzuki D.T.; Griffiths A.J.F.; Miller, J.H.; Lewontin R.C. Introdução à Genética, Ed. Guanabara/Koogan, capítulos 10, 15, 12, 13 e 15 Schaechter M.; Engleberg N.C.; Eisenstein B.I.; Medoff G. Microbiologia Mecanismos das Doenças Infecciosas. Guanabara/Koogan.

  • MOLECULAR BIOPHYSICAL CHEMISTRY (Cód. MBC 3126)

    Ementa: SUMMARY Introduction to the fundamental aspects and techniques used for the characterization of biomolecular structure, dynamics and their interactions, at the molecular level. AUDIENCE Graduate students from the Programa de Biociências e Biotecnologia em Saúde (PPGBBS) from FIOCRUZ/PE, Biochemistry, Biological Sciences, Pharmacy, Chemistry and related areas. GOALS To understand and to critically evaluate the main computational and experimental methods for the determination of biomolecular structure, dynamics, conformational variability and their interactions. COURSE OUTLINE The course comprises of 60 hours of theoretical and experimental classes, discussion of classical scientific papers in the field and seminar presentations. EVALUATION The final grade will correspond to an average score from written exams, reports from practical classes, participation during scientific discussions and seminar presentation.

    Carga horária: 60h / Nº de Créditos: 4 /

    Bibliografia: 1. Serdyuk, Zaccai, Zaccai, Methods in Molecular Biophysics, Structure, Dynamics, Function. Cambridge University Press, 2007. 2. C. S. Tsai, (2007), Biomacromolecules, Introduction to Structure, Function and Informatics, Wiley. 3. A.R. Leach, (2001), Molecular Modeling, principles and applications, Prentice Hall. 4. T. Schlick, (2006), Molecular Modeling and Simulation, an interdisciplinary guide, Springer. 5. Scientific papers to be appointed

  • MONTAGEM E ANOTAÇÃO DE GENOMAS (Cód. MAG 3122)

    Ementa: Disciplina teórico-prática composta por aulas que versam sobre diferentes aspectos teóricos e práticos de Bioinformática aplicados ao processo de montagem e anotação de genomas. Os temas a serem abordados incluirão desde conhecimentos básicos para gerenciamento de sistema Unix, sequenciamento de DNA utilizando plataformas de nova geração, algoritmos para montagem de genomas a partir de dados de sequenciamento, métodos para predição de genes em genomas, processo de anotação funcional em genomas e submissão de genomas ao GenBank. A disciplina também constará de seminários ministrados pelos estudantes, baseados em artigos científicos relacionados aos tópicos propostos na disciplina.

    Carga horária: 60h / Nº de Créditos: 4 /

    Bibliografia: Gibas, C. & Jambeck, P. Developing Bioinformatics Computer Skills. First Edition. OReilly. 2001 Jones, N.C & Pevzner, P.A. An Introduction to Bioinformatics Algorithms. MIT 2004. Majoros, W.H. Methods for Computional Gene Prediction. First Edition. Cambridge University Press. 2007 Koonin, E.V. & Galperin, M.Y.Evolution Function: Computational Approaches in Comparative Genomics. Boston: Kluwer Academic. 2003 Mount, D.W. Bioinformatics: Sequence and Genome Analysis. Second Edition. Cold Spring Harbor Laboratory Press. 2013 Azevedo, V., Schneider, M.P., da Silva, A.C., Miyoshi, A., Borém, A. Manual prático teórico: sequenciamento, montagem e anotação de genomas bacterianos. Primeira Edição. Suprema, 2011.

  • SEMINÁRIOS AVANÇADOS EM IMUNOLOGIA (Cód. SAIM 3114)

    Ementa: A disciplina tem por objetivo a atualização em Imunologia através de seminários utilizando artigos e revisões recentes da área.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Bibliografia: Artigos e revisões recentes que serão disponibilizados aos alunos no início da disciplina.

  • ULTRAESTRUTURA CELULAR (Cód. ULTC 3118)

    Ementa: Capacitar alunos de pós-graduação em metodologias utilizadas em microscopia eletrônica.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Bibliografia: Bozzola, j.j. & russel, l.d. 1998 2nd. Edition electron microscopy, principles and techniques for biologists. Jone & bartlett publ., boston. Técnicas básicas de microscopia eletrônica aplicadas às ciências biológicas. Editor: wanderley de souza rio de janeiro: sociedade de microscopia eletrônica,2007.

  • VIGILÂNCIA E CONTROLE DE INSETOS VETORES (Cód. VCIV 3124)

    Ementa: Os insetos podem ser vetores de agentes etiológicos de doenças ao homem constituindo um importante desafio no âmbito da saúde pública, devido a sua magnitude e complexidade. Os conhecimentos de entomologia médica, em seus aspectos básicos e aplicados, representam um instrumento essencial para a identificação dos principais insetos vetores de importância na saúde pública, compreensão dos ciclos de transmissão das doenças e do papel dos vetores, bem como de seu controle de forma integrada e sustentável. Algumas espécies da ordem Díptera merecem ênfase no contexto atual, pois, estão envolvidos na transmissão de patógenos de doenças emergentes, além de outras que apresentam uma forte recrudescência a nível mundial.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Bibliografia: LIVROS - Bases da parasitologia médica, L. Rey. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1992. 349 p. - Culicidologia médica, O. P. Forattini. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo. 1996. 548 p. - The biology of disease vectors, B. J. Beaty & W. C. Marquardt (eds.). Niwot: University Press of Colorado. 1996. 632 p. - Medical entomology, B. F. Eldridge & J.D. Edman (eds.). Dordrecht: Kluwer Academic Publishers. 2000. 659 p. - Medical Entomology for Students, Mike Service. 3th edition. Cambridge, Cambridge University Press. 2004. 285 p. - Principais mosquitos de importância sanitária no Brasil, R.A.G.B. Consoli & R. Lourenço-de-Oliveira. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz. 1994. 225 p. - The biology of mosquitoes, development, nutrition and reproduction, A. N. Clements. London: Chapman & Hall, volume 1. 1992. 509 p. - Mosquitoes and their control. Norbert Becker, Dusan Petric, Marija Zgomba, Clive Boase, Christine Dahl, John Lane, Achim Kaiser. New York, Kluwer Academic, Plenum. 2003. 498 pgs. - Entomopathogenic bacteria: from laboratory to field application, J.F. Charles, A. Délecluse & C. Nielsen-LeRoux (eds.). Dordrecht: Kluwer Academic Publishers. 2000. 524 p. - Parâmetros de biossegurança para insetários e infectórios de vetores: aplicação e adaptação das normas gerais para laboratórios definidas pela Comissão Técnica de Biossegurança da FIOCRUZ. Márcia Guedes Adegas, Cláudia Barroso-Krause, José Bento Pereira Lina e Denise Valle. Editora FIOCRUZ, Rio de Janeiro. 2005, 64 p. ARTIGOS* - Serão fornecidos artigos aos alunos, de acordo com a seleção feita pelos docentes.

  • VIROLOGIA MOLECULAR DE VÍRUS DNA (Cód. VMVD 3119)

    Ementa: Esta disciplina tem por finalidade proporcionar ao aluno conhecimento para o estudo e pesquisa em virologia molecular de diversas viroses com genoma de DNA. São abordados nesta disciplina aspectos sobre a replicação, imunopatogenia e interação vírus-hospedeiro de diversos vírus que acometem o homem e os animais.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Bibliografia: Fundamental Virology, Fields & Knipe, Lippincott Williams & Wilkins, Philadelphia. - Fields Virology, Knipe & Howley, Lippincott Williams & Wilkins, Philadelphia. - Principles of Virology: Molecular Biology, Pathogenesis, and Control. Flint et al. ASM Press, Washington. - Genes, Benjamin Lewin, John Wiley & Sons. Inc., New York. - Trabalhos científicos e revisões.

  • VIROLOGIA MOLECULAR DE VÍRUS RNA (Cód. VMVR 3120)

    Ementa: A presente disciplina tem por finalidade fornecer ao aluno pleno conhecimento sobre a biologia molecular e imunopatogenia de diversos vírus com genoma de RNA que acometem o homem e os animais, dando enfoque principalmente zoonoses emergentes virais.

    Carga horária: 45h / Nº de Créditos: 3 /

    Bibliografia: Fundamental Virology, Fields & Knipe, Lippincott Williams & Wilkins, Philadelphia. - Fields Virology, Knipe & Howley, Lippincott Williams & Wilkins, Philadelphia. - Principles of Virology: Molecular Biology, Pathogenesis, and Control. Flint et al. ASM Press, Washington. - Genes, Benjamin Lewin, John Wiley & Sons. Inc., New York. - Trabalhos científicos e revisões.