Institucional

Ação em alusão ao Dia Mundial das Doenças Tropicais Negligenciadas (DTNs)

Publicado em 23 de Janeiro de 2024

Em alusão ao Dia Mundial das Doenças Tropicais Negligenciadas (DTNs), a Fiocruz Pernambuco participa da “Ação Educativa em Saúde, Conscientização e Combate às DTNs”, que acontece nesta sexta-feira (26/01) na Praça do Derby, das 8h às 13h.

 

Durante a ação serão realizados testes rápidos de HIV e sífilis à população, além de palestras e entrega de panfletos informativos para orientar as pessoas sobre o Dia Mundial comemorado no dia 30 de janeiro, e as Doenças Tropicais Negligenciadas (DTNs). A equipe do Serviço de Referência Nacional em Filarioses estará presente, esclarecendo sobre a transmissão, tratamento e prevenção da filariose. 

 

Sobre as Doenças Tropicais Negligenciadas (DTNs)

 

No dia 30 de janeiro é comemorado o Dia Mundial das Doenças Tropicais Negligenciadas (DTNs), de acordo com o Ministério da Saúde as Doenças Tropicais Negligenciadas ameaçam mais de 1,7 bilhão de pessoas que vivem nas comunidades mais pobres e marginalizadas do mundo. Causadas por uma variedade de patógenos, incluindo vírus, bactérias, parasitas, fungos e toxinas, esses agravos cegam, incapacitam e desfiguram as pessoas, tirando não apenas sua saúde, mas também suas chances de permanecer na escola, de ganhar a vida ou mesmo de ser aceito por sua família ou comunidade.

 

Essas enfermidades também apresentam indicadores inaceitáveis e investimentos reduzidos nas áreas de pesquisa, produção de medicamentos e em seu controle. Hanseníase, dengue, leishmaniose, esquistossomose, raiva humana transmitida por cães, escabiose (sarna), doença de Chagas, parasitoses intestinais e tracoma são algumas das mais de 20 patologias presentes na região – onde também são conhecidas como doenças infecciosas negligenciadas. Juntas, causam entre 500 mil e 1 milhão de óbitos anualmente.

 

A ação está sendo realizada pelo Movimento Lideranças DTNs Pernambuco, do qual fazem parte o Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan), a Rede Universitária de Enfrentamento da Hanseníase de Pernambuco (Rede Hans/PE) e a Associação dos Portadores de Doença de Chagas de Pernambuco. Também estarão presentes, representante dos pacientes de filariose da Fiocruz/PE, o Comitê Pernambucano de Mobilização Social para o Controle da Tuberculose e Grupo de Trabalho Prevenção Positivo, a Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/AIDS (RNP+PE), junto com as parcerias da NHR Brasil, o Fórum Social Brasileiro de Doenças Infecciosas e Negligenciadas, o Cuida Chagas, Fiocruz/PE e o vereador Felipe Alecrim. 

 

 

Para mais informações, contato com a comunicação do Movimento Lideranças DTNs Pernambuco:

Pollyane Medeiros – 81 9.8718-1542